Etapas

Candidatos

O acompanhamento vocacional dos jovens que se sentem chamados a buscar a Deus na vida monástica pode ser iniciado via e-mail, carta ou mesmo procurando o mosteiro pessoalmente. O monge responsável pelas vocações acompanhará o candidato para discernirem a vontade de Deus na vida dele. Havendo disponibilidade de ambas as partes, o candidato é convidado a passar alguns dias na hospedaria do mosteiro para conhecer a rotina da comunidade. Para o ingresso, o jovem candidato deverá ter no mínimo 18 anos de idade e no máximo 35 anos, ser solteiro ou viúvo e sem compromissos afetivos ou financeiros. Deve ter boa saúde física, equilíbrio emocional e psicológico. Precisa ter o Ensino Médio completo. Não pode ser arrimo de família. Acima de tudo deve ter grande desejo de “buscar verdadeiramente a Deus” através da vida monástica.

 
Experiência

Após algumas visitas, o candidato pode ser convidado para o período de experiência, de aproximadamente três meses. Terminado esse período de experiência, o candidato pode, se desejar, pedir o ingresso no Postulantado. Ele então retorna a sua casa a fim de tomar as providências necessárias para o ingresso.

Postulantado

Esse período tem duração de um ano. O postulante não é ainda membro da comunidade, mas tem a oportunidade de experimentar todas as atividades do mosteiro, participando de todas as horas canônicas, das aulas de formação e trabalhando com os irmãos. Ele está sujeito a toda disciplina regular da comunidade.

Profissão Temporária

Terminados os dois anos de noviciado, o noviço pede a sua admissão à Profissão Temporária. Sendo admitido pelo capítulo, o noviço faz os votos de Obediência, Conversão dos Costumes e Estabilidade, segundo a Regra de Nosso Pai São Bento. Pela profissão pública desses votos, o jovem se vincula, por três anos, à comunidade monástica.

 

Natureza dos Votos

A Obediência, prestada ao Cristo, na pessoa do superior e dos irmãos, é meio de alcançar o fim para o qual se veio ao mosteiro: buscar a Deus. Encontra-se Deus pela obediência à imitação de Cristo Jesus, nosso Senhor, que se fez obediente até à morte e morte de cruz (Fl 2,8). Pela Conversão dos Costumes, o monge busca diariamente, nas vicissitudes da vida no mosteiro, conhecer e se afastar de tudo aquilo que o separa de Deus, e abraçar tudo aquilo que o leva a Ele. Nos votos monásticos estão incluídas a pobreza e a castidade professadas nominalmente por outros religiosos.A Estabilidade é o voto de permanecer numa mesma comunidade, lugar que o monge ama e no qual se encontra com Deus. O monge acredita que Deus o chamou para viver num determinado mosteiro e para servi-lo numa comunidade específica. A Estabilidade manifesta também o desejo do monge e, consequentemente da comunidade monástica, de se viver sempre estável em Deus.

 

Profissão Solene

Após os três anos de profissão temporária e tendo discernido que é esta mesma a sua vocação, pode o irmão pedir a sua Profissão Solene (Votos Perpétuos). É a ratificação do que abraçou por três anos na profissão trienal. A partir daí, torna-se membro definitivo da comunidade.

 

Monge Sacerdote

Os estudos de Filosofia e Teologia são realizados independentemente da pretensão ao sacerdócio, após o noviciado. Se o superior e a comunidade discernirem, junto com o monge, ser ele chamado também ao sacerdócio, pode este, então, receber a ordenação sacerdotal. Os sacerdotes no mosteiro não se distinguem dos outros monges, exceto pelo serviço ministerial que exercem sob a direção do superior.

Zelador: Dom José Nogueira, OSB

E-mail: vocacional@msbento.org.br

MOSTEIRO DE SÃO BENTO DE BRASÍLIA
SHDB QL32, Conjunto 1, Bloco B - Lago Sul
Caixa Postal 7045
CEP 71645-970 - Brasília - DF
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
+55 (61) 3367-2949
mosteiro@msbento.org.br

 

CONTAS PARA DOAÇÃO
Banco do Brasil: Agência 2887-8, conta: 178186-3
Caixa Econômica Federal: Agência 2893, conta: 272-7, Op. 003
CNPJ do Mosteiro: 01.178.576/0001-06

 

Copyright © Mosteiro de São Bento de Brasília - DF